#14 A culpa é das estrelas?

10 de dezembro de 2014

Fala, cabraiada! Você já percebeu que, desde as últimas eleições, temos presenciado nas redes sociais uma enxurrada de críticas, comentários preconceituosos etc.? Nordestinos foram execrados em estereótipos, programas assistencialistas foram apontados como o atraso da nação, clamores separatistas e xenofóbicos povoaram as timelines de “cientistas políticos” recém-formados em cursos intensivos via YouTube! Eleitores do PSDB se tornaram exemplos de intelectuais, de raça ariana e intelectualmente superior; por sua vez, eleitores do PT foram apelidados de pobres, burros, esmolés. A mídia partidarizou-se e convenceu a maioria dos incautos de uma polarização extrema, sem admitir que os maiores colégios eleitorais (situados no Sudeste do país) reelegeram a presidente. Como se não bastasse toda essa reação acirrada, ainda tivemos um processo de demonização da candidata e do Partido dos Trabalhadores, bem como um certo messianismo associado ao candidato do PSDB. Pastores renomados e desconhecidos, cristãos influentes e influenciados, não tardaram em se politizar no último instante. Tornaram-se defensores da moralidade administrativa, empunharam bandeiras como quem empunha igualmente seus dogmas religiosos e quando tudo já parecia calmo e sereno, vem a declaração de certo “pastor (recém) reformado” de que os crentes que votaram em Dilma e no PT não são crentes. Isso tudo nos leva a questionar: Seria o nosso posicionamento político determinante em nossas crenças? Em qual dos textos de Lutero, Calvino ou declarações clássicas da igreja reformada está escrito isso? A culpa é realmente das estrelas?

E para responder a esta pergunta os cabras Heder Judson, Leopoldo Teixeira e Ivandro Menezes, a bordo de seus respectivos jumentinhos, foram buscar dois cabras arretados, direto da cidade de onde nasce o Oceano Atlântico, Maelyson Rolim (Rennovario) e, direto do sul da França, o Zé Ramalho podcastal, Alexandre Milhoranza (Bibotalk). Então, se aprume, aumente o volume e dê o play!

No Balaio

Livro – Teologias Contemporâneas (Stanley Grenz e Ed. L. Miller)
Livro – Filosofia e fé cristã (Colin Brown)
Blog – milhoranza.com
Livro – Fé cristã e cultura contemporânea (Leonardo Ramos et. al.)
Livro – Cosmovisão cristã e transformação (Guilherme de Carvalho et. al.)
Site – Rennovario
Podcast – irmaos.com #239 As religiões e as relações de poder
Podcast – GracaCast #37 Direita ou Esquerda
Podcast – 45 Minutos #74 – Nordeste Independente… como ficaria nosso futebol?
Livro – Religião e política, sim; Igreja e Estado, não. (Paul Freston)
CD – Endless River (Pink Floyd)
CD – Alexandre (Mombojó)
CD – O Rapaz do Sul do Céu celebra C. S. Lewis (Tiago Cavaco)

Redes Sociais

Twitter
Facebook
iTunes

Email

Mande um e-mail aí Cabra da Peste

RSS Feed

Assine o nosso feed e tenha sempre OsCabraCast com você!

Deixa de leriado e ouça aí

Download da versão zipada, aqui.

Créditos

A edição ficou por conta de Ivandro Menezes
A vitrine deste episódio é de André Aragão
O tema de abertura é a música Cangaço da banda paraibana Cabruêra.

Faça seu comentário Cabra da Peste


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

12 comments on “#14 A culpa é das estrelas?

  1. A culpa é nossa?kkBaixando

  2. Talita do Vale dez 10, 2014

    Bom episódiO!
    Agradeço as indicações! 🙂

  3. Talita dez 10, 2014

    Mt legal! Tema mais que pertinente, lembrei que a Espanha, miúda daquele jeito coitada, é cheia de movimento separatista, não sei se algum grupo apresenta razões tão imbecis como as dos tuiteiros q vimos…

    Não acho total estupidez pensar independências e coisa e tal, a música do podcast, q ouvi na íntegra outro dia, faz sentido, imagina o Brasil ser dividido, se rolar isso, os idiotas que falaram as asneiras que falaram podiam ser removidos para a Argentina 😀

    Talita Garcia
    (do Rio de Janeiro, do Brasil inteiro.)

  4. Mais um excelente episódio cabraiada! Discussão em alto nível. Algo que já se tornou corriqueiro no CabraCast. Certamente, um dos podcasts que mais gosto hoje em dia. Também batemos um papo sobre Política e Igreja lá na TOCA. Caso seja de interesse de vocês, segue o link. Grande abraço!

    http://www.atocapodcast.com.br/12-politica-e-igreja/

  5. Everson dez 11, 2014

    Eu vivo fora do Brasil há uns treze anos, e acompanhei as eleições, eu sou anti- PT, mas infelizmente o ataque contra a oposição foi podre, visou uma briga entre os estados, entre o povo e sua essência. Esquerda ou direita isso já era a ideologia foi pro o brejo há muito tempo, hoje o lance é o poder, sempre foi.

    Como se fosse a mesma empresa competindo com os mesmos produtos com nomes diferentes sacou! A mídia é podre, as igrejas são manipuladoras, candidatos! Não temos opções, esperar o que?

    Só que em tempos há de se fazer uma limpeza geral, com a finalidade de acalmar a massa, atrasar uma quebradeira, frear o caos. A política no Brasil é um circo, são políticos bizarros, sem preparo, são analfabetos no poder, como que um país cresce? Governado por cachaceiros, ladrões, palhaços, e pagodeiros no poder. Brincadeira!

    Em relação aos elitistas, isso só serve para afirmar que faculdade, diplomas e doutorados nunca formaram caráter e intelectualidade de ninguém, grande parte da burguesia é formada por maconheiros revolucionários. Chega ser hilário, adoram debates, filosofia e contos de fadas, são Alices no País das Maravilhas.

    Grande parte dessa geração de racistas e elitistas é formada dentro de casa vem de berço, isso é triste, assim como é triste ver o pobre se fazendo de intelectual se corrompendo contra seus valores isso também acontece muito na política herança cultural de muitas universidades, é o famoso pobre metido a besta.

    Eu nunca gostei de ser definido por estado, sou capixaba, mas antes disso sou brasileiro assim como o nordestino, paulistano etc.. O Brasil é do brasileiro, eu não tenho pena dos separatistas, pois considero isso sendo um crime. “premio ferradura a todos os separatistas do Brasil”

    Em relação à politica, eu sou muito pessimista, principalmente em relação aos evangélicos, por outro lado vendo o Brasil, eu me definiria sendo realista, pois o Brasil cresce ao reverso sem bases e estruturas, são avalanches seguidos de catástrofes, impunidades, violência, atrasos e desigualdades numa terra de ninguém.

    Uma política decente no Brasil? Isso é impossível, a culpa não é nossa não, não temos opções. Minha conclusão! Ótimo podcast e vamos rir pra não chorar…

  6. Que debate, hein! Fiquei só observando, ou melhor, ouvindo. Como vocês comentaram, achei muito sem noção “culpar” o nordeste a reeleição da Dilma. Se não me falha a memória, a Dilma foi a mais votada no RS!
    As pessoas são muito “sem noção”…

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  7. Paulo César G. Cordeiro dez 22, 2014

    Muito bom debate, mas ainda acho que a culpa é das estrelas! hahahahahaha

OsCabraCast © 2015