Fala, cabraiada! A vida tem sempre seus grandes momentos: nascer, crescer, paquerar, namorar e, finalmente, desencalhar… ops! Casar. O casamento é, sem sombra de dúvidas, uma benção de Deus. É o lugar que Ele preparou…

Fala, cabraiada! Estamos de volta em mais um episódio e desta vez para tratar sobre Marx e o marxismo. É fato de que muitas vozes têm se levantado no meio cristão e fora dele contra…

Fala, cabraiada! Estamos de volta em mais um episódio e dessa vez para tratar sobre a rosa mais conhecida do calvinismo: a TULIP (ou os cinco pontos do calvinismo). Nossa pretensão é tratar de cada…

Fala, cabraiada! Chegamos ao fim da nossa série sobre a oração do Pai Nosso. Neste terceiro episódio nos concentraremos nas três últimas petições da oração que se concentram nas necessidades do homem e em sua…

Fala, cabraiada! O diabo é sempre um personagem que causa algum burburinho. Ao longo dos muitos anos de produção cultural, ele tem sido personagem e tema de canções, filmes, séries, HQ’s etc. Reunimos a cabrueira e…

Fala, cabraiada! Como é sabido, há um projeto de lei tramitando no Congresso Nacional versando sobre a chamada “Escola Sem Partido”, que supostamente protegeria as crianças e adolescentes de um processo de doutrinação política e ideológica…

Fala, cabraiada! A empatia pode ser definida como a capacidade do ser humano de se colocar no lugar de outrem, ou seja, de sentir o que ela sente, compreender como ela percebe o mundo, ser…

Fala, cabraiada! Os esportes, e em particular, o futebol, capturam as mentes e corações de pessoas ao redor do mundo, mas nem sempre recebem a devida atenção de teólogos. Qual o sentido que damos aos…

Fala, cabraiada! Continuando a nossa série sobre a oração do Pai Nosso, reunimos a cabruêra para falar sobre a segunda petição: “Venha o Teu Reino, seja feita a tua vontade assim na terra como no céu”….

Fala, cabraiada! Há algum tempo pretendíamos fazer um episódio que falasse sobre a tal cultura do estupro. Recentemente, fomos surpreendidos mais uma vez por um caso de estupro coletivo e, ao mesmo tempo, somos assolados…